Nova Orientação para os Pagamentos de Bens e Serviços a serem adquiridos por Importação

Pareceres recentes de diversos órgãos e entidades da Administração Pública têm entrado em consenso que, para maior segurança do Patrimônio Público, as compras de bens, materiais, insumos e serviços por Importação, Exportação Temporária para beneficiamento, reparo ou qualquer outro processo de reentrada do país não podem mais seguir o método conhecido como "Cash Advanced", ou seja, Pagamento Total Antecipado.
 
Esta norma passa a ser aplicada também na Universidade Federal da Bahia em todas as suas aquisições pelos meios citados acima. Serão aplicados os seguintes meios de pagamento para os pedidos de importação:
  • NET30 - Método que trata dos meios de pagamento líquido total em até 30 dias após o embarque da mercadoria para o Brasil ou prazos diferentes não superiores a 180 dias (NET180).
  • CAD - Neste método, "Cash Against Documents", a instituição só pagaria por bens e materiais após a chegada dos documentos originais comprovando o embarque e chegada em Portos, Aeroportos ou Portos Secos e Zonas Alfandegadas no destino.
  • CARTA DE CRÉDITO -  Meio de pagamento em que a IES no Brasil firma Carta de Crédito com seu banco nacional (operador de importação) e este firma com o banco estrangeiro (parceiro do exportador). Meio de pagamento muito mais caro, porém ainda mais seguro.